Coerência, Coesão e Concordância – O Guia Completo

analiseb

É muito comum os alunos se prepararem de modo errado para o vestibular. Parte desse erro é dos professores. Lembro-me de algumas aulas a que assisti num famoso cursinho paulista no qual as aulas de redação se resumiam à discussão dos temas, mas pouco se falava sobre a estrutura e menos ainda sobre os aspectos gramaticais envolvidos na construção do sentido desses textos.

O resultado era um aluno cheio de conteúdo, mas com problemas graves de norma culta e estrutura do texto. Essa é minha motivação para abordar o assunto hoje aqui no blog. Para isso, vamos observar um pouco um texto muito lindo de João Cabral de Melo Neto.

TECENDO A MANHA

Um galo sozinho não tece a manhã:
ele precisará sempre de outros galos.
De um que apanhe esse grito que ele
e o lance a outro: de outro galo
que apanhe o grito que um galo antes
e o lance a outro; e de outros galos
que com muitos outros galos se cruzam
os fios de sol de seus gritos de galo
para que a manhã, desde uma tela tênue,
se vá tecendo, entre todos os galos.

E se encorpando em tela, entre todos,
se erguendo tenda, onde entrem todos,
se entretendendo para todos, no toldo
(a manhã) que plana livre de armação.
A manhã, toldo de um tecido tão aéreo
que, tecido, se eleva por si: luz balão.

Esse belíssimo poema dele exemplifica a verdadeira arte poética: um perfeito casamento entre forma e conteúdo, expressão e leitura de mundo [como diriam alguns de meus professores de Literatura na faculdade]. Ou, como afirmam os críticos: “a matéria e a forma do Verbo” (Alceu Amoroso Lima); “linguagem carregada de significado até o máximo grau possível” (Ezra Pound). A função poética da linguagem: uma especial arrumação das palavras, quer na seleção, quer na combinação delas, quer na organização sintática do enunciado.

Entre outras leituras possíveis, podemos afirmar que João Cabral lança mão da imagem dos galos tecendo a manhã, num trabalho coletivo (“Um galo sozinho não tece uma manhã”), metáfora de uma sociedade livre que só é possível pelo trabalho solidário. Este artigo, porém, aborda os aspectos gramaticais e nosso foco volta-se para alguns aspectos linguísticos; em particular, para dois: a estrutura sintática e a seleção vocabular.

Para dar a ideia de trabalho coletivo, o poeta, ao se referir ao grito lançado por um galo, interrompe a frase e corta a ação – “esconde” o verbo -, que é retomada por outro galo: “De um que apanhe esse grito que ele [lançou] / e o lance a outro [galo]; de um outro galo / que apanhe o grito que um galo antes [lançou] / e o lance a outro [galo]“. E, assim, o poema vai sendo tecido, como uma teia.

A seleção vocabular – o campo semântico trabalhado pelo poeta – nos remete ao trabalho de construção de um tecido (e de um texto): tecendo, tece, fios, teia, tela, tenda, toldo, tecido (verbo), tecido (substantivo), lançar (lançadeira é o nome de uma peça de tear), cruzar (passar por, percorrer, apresentar pontos de interseção). Até o ponto de criar um termo: entretendendo, que sugere a fusão de “entretecer” com “entender”. Enfim, é um texto coeso (porque todo amarrado), com especial trabalho vocabular e sintático.

Claro que este artigo é para quem já tem alguma noção de coerência e coesão e dos aspectos envolvidos no processo, mas se você, por exemplo, tiver dúvidas quanto ao vocabulário usado no texto, visite nosso glossário.

Concordância de sujeitos ligados por “OU”

Hoje um aluno perguntou-me sobre alguns casos de concordância verbal que geram dúvidas nos vestibulandos. O primeiro caso era sobre sujeitos cujo núcleo era composto por palavras sempre usadas no plural. O outro é este de que trato no post.

Caso 1: Se houver idéia de “exclusão”, o verbo concorda com o núcleo mais próximo:

“Ou você ou eu TEREI de resolver o problema.” (=apenas um resolverá o
problema)
“Ou eu ou o diretor TERÁ de viajar para São Paulo.” (=apenas um
viajará)
“O Brasil ou Chile SERÁ a sede do próximo campeonato.”

Caso 2: Se não houver idéia de “exclusão” (=e/ou), a concordância é facultativa:

“O gerente ou o diretor PODE ou PODEM assinar o contrato.” (=um ou os
dois podem assinar)
“Dinheiro ou cheque RESOLVE ou RESOLVEM o meu problema.”

Caso 3: Se houver idéia “aditiva” (=e), o verbo deve concordar no plural:

“O pintor ou o escultor MERECEM igualmente o prêmio.” (=o pintor e o
escultor merecem igualmente o prêmio)
“Futebol ou carnaval FAZEM a alegria do brasileiro.”

Caso 4: Se houver ideia de “dúvida” (=retificação de número), o verbo deve concordar com o mais próximo:

“Ladrão ou ladrões INVADIRAM o palacete do Morumbi.”
“O assassino ou assassinos já DEVEM estar no exterior.”

Mil e Milhão

MIL

O numeral que antecede a MIL deve concordar com o substantivo a que se refere:

Ela é capaz de fazer VINTE E UMA MIL embaixadinhas.
Ela é capaz de fazer quarenta e UMA mil, SETECENTAS e oitenta e DUAS embaixadinhas.
DUAS mil pessoas compareceram à reunião.
Recebeu DOIS mil dólares.

OBSERVAÇÃO 1: Não use “um mil” ou “uma mil”, mas apenas:

Recebeu MIL REAIS.
MIL PESSOAS compareceram à reunião.

MILHÃO / BILHÃO / TRILHÃO

O numeral que antecede a MILHÃO fica sempre no masculino.

Seria capaz de fazer UM MILHÃO e MEIO de embaixadinhas.
Mais de DOIS MILHÕES de pessoas assistiram ao espetáculo.

OBSERVAÇÃO 2: Sujeito simples – núcleo = MILHÃO ou BILHÃO ou TRILHÃO
Um milhão de …
Meio milhão de …

Um MILHÃO de pessoas VIVE ou VIVEM na China?

É um caso facultativo.

Um BILHÃO de dólares FOI GASTO nesta obra. (ou FORAM GASTOS)
Um MILHÃO de pessoas VIVE na China. (ou VIVEM)

Muitos preferem o PLURAL:

Um milhão de doses de vacina FORAM RETIRADAS do mercado.
Meio milhão de pessoas ESTÃO DESABRIGADAS.
Mais de um milhão de dólares ESTÃO SENDO USADOS no projeto.

Se o verbo estiver antes, porém, o verbo concordará com MILHÃO ou MILHÕES:

FOI CONSTRUÍDO um milhão de casas populares só neste bairro.
FORAM PREJUDICADOS 5 milhões de pessoas.
EXISTE mais de 1,5 milhão de desempregados.

OBSERVAÇÃO 3: Cerca de…, Perto de…, Por volta de …, Em torno de …, Mais de …, Menos de …
O verbo deve concordar com o substantivo (= núcleo do sujeito):

Cerca de três mil pessoas ENTRARAM em confronto com a polícia.
Perto de cinqüenta mil torcedores ASSISTIRAM ao jogo.
Mais de duzentos inscritos FALTARAM à prova.

Exercícios gerais

A seguir, teremos uma série de exercícios sobre coesão, coerência e incoerência, além das concordâncias que vão fazer com que você fique craque nos assuntos. Leia com atenção e faça com seriedade. Lembre-se, todos os exercícios foram retirados de livros, vestibulares e faculdades com vários graus de dificuldade. Bons estudos!

Concordância

[EXERCÍCIO 01] Faça exatamente como se pede, à partir do exemplo abaixo:

O presidente …….. reformulou seus pontos de vista. (durante a última reunião com seus assessores)
O presidente, durante a última reunião com seus assessores, reformulou seus pontos de vista.

  1. Violento tremor de terra …… arrasou a Guatemala. (fato bastante comum na América Central);
  2. Einstein ……. deixou-se fotografar fazendo caretas. (que descobriu a Teoria da Relatividade);
  3. O vendedor ……. apresentou-nos um plano de pagamento apetitoso. (como último recurso);
  4. O homem ……. tem de usar seu poder recreativo para superá-los. (diante de maiores obstáculos);
  5. São Paulo …… vem apresentando problemas ecológicos. (o maior centro industrial do País);
  6. Estácio de Sá …… ficaria surpreendido com a alteração da paisagem. (se voltasse hoje ao Rio de Janeiro);
  7. Este projeto já foi ……. debatido várias vezes. (aliás);
  8. O médico ……. não conseguiu salvar a vítima. (apesar de todos os esforços que fez);
  9. D. Pedro II …… me parecia pai de D. Pedro I. (com sua longa barba branca);
  10. O diretor ….. resolveu suspender as aulas. (em virtude da falta de luz);
  11. O homem ….. adquire em seu corpo e em seu espírito a marca do tempo. (à medida que envelhece);
  12. Já imaginaram o que correria se os computadores …… deixassem de funcionar? (de uma hora para outra);
  13. Carlos Drummond de Andrade ……. nasceu em Itabira. (um dos nossos maiores poetas contemporâneos);
  14. O cientista …… tomou as providências necessários. (é claro);
  15. O empresário …… declarou-se favorável ao tabelamento dos preços. (para surpresa geral dos congressistas);
  16. O tempo …… assume, em nossa vida adulta, velocidade surpreendente. (que anda lentamente na infância);
  17. Surgia ò a incerteza. (nos rostos atônitos e envergonhados);
  18. Nosso chefe …… teve de ceder. (diante de toda a argumentação apresentada);
  19. Esta escola …… ainda tem diante de si inúmeros desafios. (se bem que seja a melhor da cidade);
  20. O Brasil ….. está passando por sério processo de transformação. (mais do que muitos imaginam).

[EXERCÍCIO 02] Complete as frases com a palavra “meio” e suas variações.

  • a) Não encontrei ainda ____________ de convencer algumas pessoas a deixarem o cigarro.
  • b) Ele percorreu __________ pista a pé e desistiu da caminhada. Estava _________ tenso e muito cansado.
  • c) Ela está _________ confusa com tudo o que lhe aconteceu, mas vai encontrar um _______ de superar a crise, com toda certeza.
  • d) Não sei como ele conseguiu comer sozinho ____________ melancia.

[EXERCÍCIO 03] Complete as frases com as palavras que estão entre parênteses ou suas variações.

  • a) Ela está _______________ tranquila depois que seu irmão passou a participar de “rachas”.  (menos)
  • b) Você comprou apenas ____________ litro de leite? Não vai dar para todos. (meio)
  • c) As coisas _________________ importantes da vida às vezes conseguem seduzir mais do que tantas outras de grande valor.  (menos)
  • d) Tomei sozinho ____________ garrafa de água gelada. Que calor!  (meio)
  • e) Os rapazes estão ____________ preparados para o jogo que as moças. (menos)
  • f) Ela tenta ser ______________ gentil com as pessoas, mas não consegue. (meio)

[EXERCÍCIO 04] Complete com “haver” ou “a ver”. 

  • a) Vai _________________ um grande evento escolar no final do mês de outubro.
  • b) Deve _________________ uma forma de se acabar com a fome e a miséria.
  • c) O que certas pessoas fazem muitas vezes, não tem nada ___________________ com respeito e responsabilidade.
  • d) È primavera. Já deve ______________ muitas flores nos jardins, alegrando a natureza e trazendo um pouco de paz. Paz e perfume têm tudo _________________ com alegria e esperança.
  • e)  Se vai ser bom eu não sei. Só  sei que vai ______________ muita animação, muita alegria no show com famosa dupla sertaneja. Tomara que tudo tenha ______________________ também com educação e responsabilidade.
  • f) Não sei se o que você fez tem ________________ com o que foi solicitado. Vamos aguardar.

[EXERCÍCIO 05] Leia este poema de Manuel Bandeira, Pardalzinho e responda ao que se pede:

O pardalzinho nasceu Livre.
Quebraram-lhe a asa.
Sacha lhe deu uma casa.
Água, comida e carinhos.
Foram cuidados em vão:
A casa era uma prisão,
O pardalzinho morreu.
O  corpo Sacha enterrou
No jardim; a alma, essa voou
Para o céu dos passarinhos!

1. Você acha que o pardalzinho, ao morrer, ficou novamente livre? Justifique sua resposta de forma convincente.

2. Considerando que o verbo concorda com seu sujeito em número e pessoa, retire do texto dois exemplos de concordância verbal e explique-os.

3. Agora explique a concordância destas frases, lembrando-se de que o verbo, normalmente, concorda com seu sujeito.

  • a) O pardalzinho e Sacha eram amigos de verdade.
  • b) Tu e Sacha gostais de pardais?
  • c) Vocês amam a liberdade?
  • d) A maioria dos seres prefere casa à liberdade?

4. Em que alternativa se fez a concordância corretamente?

  • ( ) A multidão avançavam pela praça com cartazes.
  • ( ) Casa, comida e roupa lavado, nada o agradava.
  • ( ) Os Maias tornou conhecido o escritor Eça de Queiroz.
  • ( ) Haviam alunos naquela classe fechada.
  • ( ) Brigou os gatos caolhos e os cães ferozes.

5. Reescreva as orações abaixo fazendo as alterações pedidas:

  • a) Veio o gerente e o vendedor com a mercadoria para a troca. (coloque o sujeito antes do verbo)
  • b) Tu e ela mereceis umas boas férias neste final de ano. (substitua o pronome “tu” pela primeira pessoa do singular)
  • c) Um grande número de jogadores treinava na sede do clube. (transforme o sujeito simples em composto)
  • d) Oferece-se bom emprego nesta empresa. (passe o termo “bom emprego” para o plural)

[EXERCÍCIO 06] Assinale com “C “ as frases corretas quanto a concordância e com “ I ” as frases incorretas:

exercicios-de-concordancia-enem

  • ( ) Falou o Ministro e todos os seus assessores.
  • ( ) Saiu agora mesmo daqui seu tio e suas primas.
  • ( ) Não só os alunos, como também o diretor faltou às aulas.
  • ( ) Fumar e beber faz muito mal à saúde.
  • ( ) O comer e o dormir engordam.
  • ( ) Não só eu, mas também meus filhos estão com gripe.
  • ( ) Bebida, festas, dinheiro, mulheres, nada o tornava alegre.
  • ( ) Céu, mar, terra, rios, sol planetas, animais tudo se constituem dos mesmos elementos.
  • ( ) Tanto o marido como a mulher mentiu.
  • ( ) Deverá viajar conosco Ademir e Adriana.
  • ( ) Deus e demônio, brancos e negros, crentes e ateus, mulheres e homens, ninguém o igualava em tragédias ou em comédias.
  • ( ) Tanto você quanto eu estou na mesma situação.
  • ( ) O burro, o asno e o preguiçoso, sem pancadas, nenhum se mexe.
  • ( ) Veio ao aeroporto Giovanna, Lucas, Gabriel e os primos.
  • ( ) Giovanni ou Otaviano dirigirão o automóvel.
  • ( ) Chegou uma carta e um telegrama para Vossa Excelência.
  • ( ) Perder e ganhar é do esporte.
  • ( ) Os Sertões foram publicados em 1902 e são de autoria de Euclides da Cunha.
  • ( ) Luís, bem como seus irmãos, virá comigo.
  • ( ) As estrelas parecem brilhar mais intensamente hoje
  • ( ) As estrelas parece brilharem mais intensamente hoje
  • ( ) As crianças parece estarem com fome.
  • ( ) Vossa Santidade estejais em paz, que cuidaremos da sua segurança.
  • ( ) Tudo parecem rosas na vida.
  • ( ) Aquilo parecem fogos de artifício.

Ver Resposta
1.C – 2.C – 3..I – 4.C- 5.C – 6.I – 7.C – 8.I – 9.I -10.C – 11.C -12.I – 13.C – 14.C – 15.I – 16.C – 17.I -18.C – 19.C – 20.C – 21.C – 22.C – 23.I – 24.C – 25.C

[EXERCÍCIO 07] Assinale a frase em que o verbo não obedece às normas da boa concordância:

  • a) Fomos nós quem primeiramente lecionamos esta matéria.
  • b) Fomos nós quem primeiramente lecionou esta matéria.
  • c) Fomos nós os que primeiramente lecionamos esta matéria.
  • d) Fomos nós que primeiramente lecionamos esta matéria.
  • e) Fomos nós que primeiramente lecionaram esta matéria.

[EXERCÍCIO 08] Leia os períodos a seguir e assinale a opção correta:

  1. Os Estados Unidos não só desenvolveu a indústria, mas também incentivou enormemente a agricultura.
  2. A antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas fez um acordo comercial com o Brasil.
  3. Quaisquer de vós seríeis barrados na fronteira.
  4. Qualquer de vós seriam barrados na fronteira.
  5. Os soldados bombeiros, estamos sempre de prontidão.
  • a) Apenas o período 1 está correto.
  • b) Apenas os períodos 1 e 3 estão incorretos.
  • c) Apenas os períodos 1 e 4 estão incorretos.
  • d) Apenas os períodos 1, 3 e 4 estão incorretos.
  • e) Nenhuma das opções anteriores.

[EXERCÍCIO 09] Assinale a opção em que a frase não pode ser completada com o verbo indicado entre parênteses:

  • a) Três quintos da turma _______ à aula. (compareceram)
  • b) Cinqüenta e cinco por cento dos candidatos ________ classificação. (objetivaram)
  • c) Mais de um problema __________ sem solução. (ficou)
  • d) Já _________ cerca de duzentos executivos. (voltaram)
  • e) __________ duas horas para o início da prova. (faltava)

[EXERCÍCIO 10] Assinale a alternativa correta:

  • a) Na sala haviam muitas crianças.
  • b) Podia haver vinte pessoas na sala.
  • c) Todos pareciam terem ficado zangados.
  • d) Eu o maltratei faziam duas semanas.
  • e) Fazem três meses que ela se casou.

[EXERCÍCIO 11] Assinale a alternativa em que há erro.

  • a) Nunca tolerei as meio verdades.
  • b) Os espíritos conformes aceitam a dor.
  • c) Não há aula nos dias santos de guarda.
  • d) Aquelas foram as sós palavras de carinho que ouvi na vida.
  • e) Ele ficou toda a noite acordado.

[EXERCÍCIO 12] …………. meio-dia ………….; no céu, …………….. as trovoadas de verão:

  • a) Era – meia – anunciava-se
  • b) Eram – meio – anunciavam-se
  • c) Era – meio – anunciavam-se
  • d) Era – meia – anunciavam-se
  • e) Eram – meia – anunciavam-se

[EXERCÍCIO 13] Não …………….. meios de avisá-los de que já ……………. fazer anos que ……………. em nosso estoque esses livros.

  • a) houve – devem – falta
  • b) houve – deve – faltam
  • c) houve – devem – faltam
  • d) houveram – devem – faltam
  • e) houveram – deve – falta

[EXERCÍCIO 14] Assinale a opção que preencha corretamente os espaços:

  1. Segue, ________, a documentação
  2. Pedro está ___________ com o serviço militar
  3. Os vigias estão sempre ___________.
  4. Maria estava ____________ encabulada.
  • a) anexo, quites, alerta, meio
  • b) anexo, quites, alertas, meia
  • c) anexa, quite, alerta, meio
  • d) anexo, quites, alertas, meio
  • e) anexa, quite, alerta, meia

[EXERCÍCIO 15] Ainda ………… furiosa, mas com …………… violência, proferia injúrias …………. para escandalizar os mais arrojados. 

  • a) meia – menas – bastantes
  • b) meia – menos – bastante
  • c) meio – menos – bastante
  • d) meio – menos – bastantes
  • e) meio – menas – bastantes

[EXERCÍCIO 16] Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas das frases abaixo:

Vão ……….. aos processos várias fotografias.
Paisagens as mais belas …………
Ela estava ………….. narcotizada.

  • a) anexas, possíveis, meio
  • b) anexas, possível, meio
  • c) anexo, possíveis, meia
  • d) anexo, possível, meio
  • e) anexo, possível, meia

[EXERCÍCIO 17] (ACAFE-SC) Assinale a alternativa que preenche corretamente os espaços na frase: “Hoje, quem……, porque, ontem,……tu que …… .”

  • a) paga sou eu – foste – pagaste
  • b) paga sou eu – foi – pagou
  • c) paga sou eu – foste – pagou
  • d) paga é eu – foi – pagaste
  • e) paga sou eu – fostes – pagastes
Ver Resposta
A

[EXERCÍCIO 18] (FUVEST-SP) “Eu não sou o homem que tu procuras, mas desejava ver-te, ou, quando menos, possuir o teu retrato.” Se o pronome tu fosse substituído por Vossa Excelência, em lugar das palavras em destaque no trecho transcrito, teríamos, respectivamente, as seguintes formas:

  • a) procurais, ver-vos, vosso
  • b) procura, vê-la, seu
  • c) procura, vê-lo, vosso
  • d) procurais, vê-la, vosso
  • e) procurais, ver-vos, seu
Ver Resposta
B

[EXERCÍCIO 19] (FUVEST-SP) “Mas aquele pendão firme, vertical, beijado pelo vento do mar, veio enriquecer nosso canteirinho vulgar com uma força e uma alegria que fazem bem.”

Suponha que o início desse período seja: “Mas aqueles…”. Reescreva o período, fazendo apenas as alterações que se tornarem gramaticalmente necessárias.

Ver Resposta
Mas aqueles pendões firmes, verticais, beijados pelo vento do mar, vieram enriquecer nosso canteirinho vulgar com uma força e uma alegria que fazem bem.

[EXERCÍCIO 20] (ITA-SP) Escolha a alternativa que melhor se ajuste ao padrão de língua culta proposto pela teoria gramatical, quanto à forma de tratamento e suas consequências no processo de concordância:

Tomamos a liberdade, Senhor Ministro, de pedir-……a …… interferência nos canais de televisão. Se……, V Exa. será……dos nossos veementes aplausos.

  • a) vos, vossa, intervirdes, merecedora
  • b) lhe, sua, intervier, merecedor
  • c) te, tua, intervieres, merecedora
  • d) lhe, sua, intervir, merecedora
  • e) vos, sua, intervir, merecedor
Ver Resposta
B

[EXERCÍCIO 21] (PUCC-SP) Assinale a alternativa correspondente à frase em que a concordância verbal esteja correta.

  • a) Discutiu-se a semana toda os acordos que têm de ser assinados nos próximos dias.
  • b) Poderá haver novas reuniões, mas eles discutem agora sobre que produtos recairão, a partir de janeiro, a sobretaxa de exportação.
  • c) Entre os dois diretores deveria existir sérias divergências, pois a maior parte dos funcionários nunca os tinha visto juntos.
  • d) Faltava ainda dez votos, e já se comemoravam os resultados.
  • e) Eles hão de decidir ainda hoje, pois faz mais de dez horas que estão reunidos naquela sala.
Ver Resposta
E

[EXERCÍCIO 22] (PUCC-SP) Assinale a alternativa correspondente à frase em que a concordância verbal está correta.

  • a) As análises dos especialistas e do presidente prevê uma queda no setor, mas o boletim da empresa sobre as vendas efetuadas no último mês justificam que não se perca o otimismo.
  • b) Restava, no momento, poucas esperanças de acordo, mas ela, e principalmente eu, não deixava transparecer nenhum desânimo.
  • c) Podem existir, agora, poucas pessoas dispostas a enfrentar este pequeno problema, mas já houve muitas outras ocasiões em que sacrifícios bem maiores foram exigidos de nós.
  • d) A vida e a dignidade das pessoas está posta em risco quando falta, por parte delas, recursos para atender às suas necessidades básicas.
  • e) Foi encontrado no meio dos escombros muitos esqueletos, e já se levantou, entre os cientistas, hipóteses de que seja de animais pré-históricos.

Ver Resposta
C

[EXERCÍCIO 23] (UFGO) No conhecido verso de um rock – “a gente somos inútil” -, ocorre uma concordância que, apesar de ser condenada pelos padrões gramaticais da língua culta, é comum na fala popular. Como se explica esta possibilidade de construção na língua portuguesa?

Ver Resposta
Está-se fazendo a concordância do verbo com a ideia transmitida pela expressão a gente (= nós), e não com a forma (terceira pessoa do singular) dessa expressão. Essa concordância ideológica recebe o nome de silepse.

[EXERCÍCIO 24] (UNICAMP-SP) No diálogo transcrito a seguir, um dos interlocutores é falante de uma variedade de português que apresenta uma série de diferenças com relação ao português culto.

Identifique, na fala desse interlocutor, as marcas formais dessas diferenças e transcreva-as. Faça, a seguir, uma hipótese sobre quem poderia ser essa pessoa (sua classe social e seu grau de escolaridade).

Interlucutor 1: Por que o senhor acha que o pessoal não está mais querendo tocar?

Interlocutor 2: É… a rapaziada nova agora não são mais como era quando nós ia, não senhora. Quando nós saía com o Congo nós levava aquele respeito com o mestre que saía com nós, né? Então nós ficava ali, se fosse tomar arguma bebida só tomava na hora que nós vinhesse embora.

Ver Resposta
O interlocutor 2 não obedece às regras de concordância verbal ditadas pela norma culta. Para perceber isso, devem-se observar os casos “a rapaziada… não são…”, “nós ia”, “nós saía”, “nós levava”, “nós ficava”, “nós vinhesse”. Além disso, o falante utiliza algumas formas linguísticas diferentes daquelas da língua padrão: “com nós”, “arguma”, “vinhesse”. Trata-se claramente de um membro das camadas populares, possivelmente morador de alguma (pequena) cidade do interior.

[EXERCÍCIO 25] (UNICAMP-SP) As declarações que se seguem são atribuídas a uma alta autoridade do governo. Identifique e comente os trechos em que a transcrição sugere um falante que não foi capaz de expressar-se em português culto, de forma adequada ao seu papel social.

“Alta autoridade do governo paulista garantiu ontem que as investigações para apurar os responsáveis pelo sequestro do ex-vice-presidente do Bradesco, António Beltran Martinez, terão prosseguimento, mesmo que fique comprovada a participação de ‘pessoas influentes e importantes’. ‘Tudo aquilo que a polícia necessitar de meios para chegar a esse objetivo, ela terá a responsabilidade de apurar até o fim, doa a quem doer esses fatos:”(Diário do Povo, 9/10/87)

Ver Resposta
Além do caos sintático da frase, que a torna quase ininteligível deve-se notar a falta de concordância verbal em “doa a quem doer esses fatos”, que deveria ser “doam a quem doer esses fatos”. A frase deveria ser algo como: Utilizando todos os meios de que necessitar, a polícia terá a responsabilidade de apurar até o fim esses fatos, doam a quem doer.

[EXERCÍCIO 26] (UNICAMP-SP) O jornal Folha de S.Paulo introduz com o seguinte comentário uma entrevista (8/12/88) com o professor Paulo Freire:

“A gente cheguemos” não será uma construção gramatical errada na gestão do Partido dos Trabalhadores em São Paulo.
Os trechos da entrevista nos quais a Folha se baseou para fazer tal comentário foram os seguintes: “— A criança terá uma escola na qual a sua linguagem seja respeitada (…) Uma escola em que a criança aprenda a sintaxe dominante, mas sem desprezo pela sua.”
“- Esses oito milhões de meninos vêm da periferia do Brasil (…) Precisamos respeitar a [sua] sintaxe mostrando que sua linguagem é bonita e gostosa, às vezes é mais bonita que a minha. E, mostrando tudo isso, dizer a ele: Mas para tua própria vida tu precisas dizer ‘a gente chegou’ [em vez de ‘a gente cheguemos’]. Isso é diferente, [a abordagem] é diferente. É assim que queremos trabalhar, com abertura, mas dizendo a verdade.”

Responda de forma sucinta:

a) Qual é a posição defendida pelo Professor Paulo Freire em relação à correção de erros gramaticais na escola?

Ver Resposta
O professor defende que se deve respeitar a forma de língua em que as crianças se expressam, levando-as a perceber que essa forma, no entanto, não é a que o país considera oficial. Deve-se também ensinar a forma oficial, a norma culta, a essas crianças.

b) O comentário do jornal faz justiça ao pensamento do educador? Justifique a sua resposta.

Ver Resposta
Não, o comentário do jornal é maldosamente tendencioso, atribuindo ao professor uma atitude de “valorização.

[EXERCÍCIO 27] Não ………………. , pois, no futebol brasileiro, razões para angústias, uma vez que não ………………., no gramado de nossos estádios, talentos incomparáveis.

  • a) pode existir – falta
  • b) podem existir – falta
  • c) podem existirem – faltam
  • d) podem existir – faltam
  • e) pode existir – faltam
Ver Resposta
D

[EXERCÍCIO 28] Para os que estavam bem treinados, ………………. alguns minutos, mas aos inexperientes nem três horas ………………. para concluir o teste.

  • a) bastariam – seriam suficientes
  • b) bastariam – seria suficiente
  • c) bastaria – seria suficiente
  • d) bastaria – seriam suficientes
  • e) bastaria – seriam suficiente
Ver Resposta
A

[EXERCÍCIO 29] Já ………………. hoje os três representantes da Argentina; ………………. ainda os participantes que ………………. do Uruguai.

  • a) chegou – restam – vem
  • b) chegou – resta – vem
  • c) chegaram – resta – vêm
  • d) chegaram – restam – vêm
  • e) chegaram – restam – vem
Ver Resposta
D

[EXERCÍCIO 30] Assinale a alternativa em que a concordância está correta:

  • a) Será que existe no Brasil autores tão importantes quanto ele?
  • b) Sairá amanhã os resultados do concurso.
  • c) Faltam só três minutos para o meio-dia.
  • d) Se ele fosse o diretor, não ocorreria tantas desistências.
  • e) Acho que convém medidas imediatas.
Ver Resposta
C

[EXERCÍCIO 31] Assinale a alternativa em que a concordância está correta:

  • a) Acontecem, todos os dias, as mesmas complicações.
  • b) Geralmente cabe ao homem as primeiras iniciativas.
  • c) Não constava no edital as datas das provas.
  • d) Neste jogo vai terminar sobrando muitas cadeiras vazias.
  • e) Nem sempre ocorre, neste bairro, tantos assaltos como este mês.
Ver Resposta
A

[EXERCÍCIO 32] (Cesgranrio-RJ) – Tendo em vista as regras de concordância, assinale a opção em que a forma verbal está errada:

  • a) Existem na atualidade diferentes tipos de inseticidas prejudiciais à saúde do homem.
  • b) Podem provocar sérias lesões hepáticas, os defensivos agrícolas à base de DDT.
  • c) Faltam aos países subdesenvolvidos uma legislação mais rigorosa sobre os agrotóxicos.
  • d) Persistem por muito tempo no meio ambiente os efeitos nocivos dos inseticidas clorados.
  • e) Possuem elevado grau de toxidade os defensivos do tipo fosforado.
Ver Resposta
C

[EXERCÍCIO 33] (Univ. Fed. BA) – Toda a verdade dos fatos ………, ainda que …….. as revelações.

  • a) será apurado – doa.
  • b) serão apurados – doa.
  • c) será apurada – doam.
  • d) será apurado – doa.
  • e) serão apurada – doam.
Ver Resposta
C

[EXERCÍCIO 34] (Univ. Fed. BA) – O meio passa a ter sentido graças às necessidades e aspirações do homem. Que valor ………. os bens materiais se não ………. as necessidades do homem e se não ………. aspirações?

  • a) teria – fosse – existisse
  • b) teriam – fossem – existisse
  • c) teriam – fossem – existissem
  • d) teria – fossem – existissem
  • e) teriam – fosse – existissem
Ver Resposta
C

[EXERCÍCIO 35] (UB-MG) – Nas duas margens, ………. relva abundante; contudo, lá onde ………. ervas perigosas, no matagal, é que ………. os bois e os cavalos.

  • a) crescem – existem – pastavam.
  • b) cresce – existem – pastavam.
  • c) cresce – existe – pastava.
  • d) cresce – existe – pastavam.
  • e) crescem – existe – pastava.
Ver Resposta
B

[EXERCÍCIO 36] (UB-MG) – Assinale a alternativa em que a concordância do verbo está ERRADA:

  • a) Acho que devem bastar duas colheres de açúcar.
  • b) Vão terminar acontecendo coisas desagradáveis.
  • c) Eles acham que pode ficar faltando uma dúzia de ingressos.
  • d) De fatos como esses decorre uma grande sensação de impunidade.
  • e) Deve ter sobrado uns cinco reais.
Ver Resposta
E

[EXERCÍCIO 37] Assinale a frase em que o verbo não obedece às normas da boa concordância:

  • a) Fomos nós quem primeiramente lecionamos esta matéria.
  • b) Fomos nós quem primeiramente lecionou esta matéria.
  • c) Fomos nós os que primeiramente lecionamos esta matéria.
  • d) Fomos nós que primeiramente lecionamos esta matéria.
  • e) Fomos nós que primeiramente lecionaram esta matéria.
Ver Resposta
E

[EXERCÍCIO 38] Leia os períodos a seguir e assinale a opção correta:

  1. Os Estados Unidos não só desenvolveu a indústria, mas também incentivou enormemente a agricultura.
  2. A antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas fez um acordo comercial com o Brasil.
  3. Quaisquer de vós seríeis barrados na fronteira.
  4. Qualquer de vós seriam barrados na fronteira.
  5. Os soldados bombeiros, estamos sempre de prontidão.
  • a) Apenas o período 1 está correto.
  • b) Apenas os períodos 1 e 3 estão incorretos.
  • c) Apenas os períodos 1 e 4 estão incorretos.
  • d) Apenas os períodos 1, 3 e 4 estão incorretos.
  • e) Nenhuma das opções anteriores.
Ver Resposta
C

[EXERCÍCIO 39] Assinale a opção em que a frase não pode ser completada com o verbo indicado entre parênteses:

  • a) Três quintos da turma _______ à aula. (compareceram)
  • b) Cinqüenta e cinco por cento dos candidatos ________ classificação. (objetivaram)
  • c) Mais de um problema __________ sem solução. (ficou)
  • d) Já _________ cerca de duzentos executivos. (voltaram)
  • e) __________ duas horas para o início da prova. (faltava)
Ver Resposta
E

[EXERCÍCIO 40] Assinale a alternativa correta:

  • a) Na sala haviam muitas crianças.
  • b) Podia haver vinte pessoas na sala.
  • c) Todos pareciam terem ficado zangados.
  • d) Eu o maltratei faziam duas semanas.
  • e) Fazem três meses que ela se casou.
Ver Resposta
B

[EXERCÍCIO 41] Assinale a alternativa em que há erro.

  • a) Nunca tolerei as meio verdades.
  • b) Os espíritos conformes aceitam a dor.
  • c) Não há aula nos dias santos de guarda.
  • d) Aquelas foram as sós palavras de carinho que ouvi na vida.
  • e) Ele ficou toda a noite acordado.
Ver Resposta
A

[EXERCÍCIO 42] …………. meio-dia ………….; no céu, …………….. as trovoadas de verão

  • a) Era – meia – anunciava-se
  • b) Eram – meio – anunciavam-se
  • c) Era – meio – anunciavam-se
  • d) Era – meia – anunciavam-se
  • e) Eram – meia – anunciavam-se
Ver Resposta
D

[EXERCÍCIO 43] Não …………….. meios de avisá-los de que já ……………. fazer anos que ……………. em nosso estoque esses livros.

  • a) houve – devem – falta
  • b) houve – deve – faltam
  • c) houve – devem – faltam
  • d) houveram – devem – faltam
  • e) houveram – deve – falta
Ver Resposta
B

[EXERCÍCIO 44] Assinale a opção que preencha corretamente os espaços:

  1. Segue, ________, a documentação
  2. Pedro está ___________ com o serviço militar
  3. Os vigias estão sempre ___________.
  4. Maria estava ____________ encabulada.
  • a) anexo, quites, alerta, meio
  • b) anexo, quites, alertas, meia
  • c) anexa, quite, alerta, meio
  • d) anexo, quites, alertas, meio
  • e) anexa, quite, alerta, meia
Ver Resposta
C

[EXERCÍCIO 45] Ainda ………… furiosa, mas com …………… violência, proferia injúrias …………. para escandalizar os mais arrojados.

  • a) meia – menas – bastantes
  • b) meia – menos – bastante
  • c) meio – menos – bastante
  • d) meio – menos – bastantes
  • e) meio – menas – bastantes
Ver Resposta
D

[EXERCÍCIO 46] (FMU) – Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas das frases abaixo:

Vão ……….. aos processos várias fotografias.

Paisagens as mais belas …………

Ela estava ………….. narcotizada.

  • a) anexas, possíveis, meio
  • b) anexas, possível, meio
  • c) anexo, possíveis, meia
  • d) anexo, possível, meio
  • e) anexo, possível, meia
Ver Resposta
A

Coesão e Coerência

[EXERCÍCIO 01] Julgue os itens quanto ao emprego dos sinais de pontuação.

I. O desempenho da economia brasileira em 2001, foi aquém do necessário para um aumento da renda média nacional.

II. No entanto, considerando-se os diversos constrangimentos, internos e externos que o país precisou enfrentar ao longo de 2001, a expansão de 1,51% no Produto Interno Bruto (PIB) não foi um mau resultado, pois ao menos não se deu passos para trás.

III. Alguns desses constrangimentos estão superados. Já não há mais racionamento de energia elétrica, por exemplo, e o Brasil poderá crescer um pouco mais em 2002.

IV. Mas ainda será preciso algum tempo para que a economia volte a se expandir aceleradamente de forma sustentada, sem criar novos gargalos que possam abortar o processo de recuperação logo adiante, num círculo vicioso.

Estão corretos apenas os itens:

  • a) I, II
  • b) II, III
  • c) II, IV
  • d) I, III
  • e) III, IV
Ver Resposta
E

[EXERCÍCIO 02] Para que o texto fique correto, é necessário substituir:

“O secretário da Receita Federal, na audiência pública na comissão especial da Câmara, disse apreciar(1) a proposta de emenda constitucional que prorroga a CPMF, uma vez que(2) 4.516 pessoas físicas isentas de tributação ou omissas movimentaram, juntas, mais de R$ 25 bilhões no ano passado com operações individuais que(3) ultrapassaram R$ 10 milhões. Afirmou também que outras 2.449 pessoas jurídicas imunes, inativas, isentas, omissas ou optantes do imposto Simples movimentaram, juntas, R$ 147 bilhões. A movimentação desses “contribuintes” é desproporcional e ofende o senso comum. Desse total, 857 contribuintes já foram fiscalizados, que(4) resultou num lançamento tributário da ordem de R$ 400 milhões, além de outras iniciativas de ordem judicial. Qualquer tipo de imposto está sujeito a sonegação, mas a CPMF é mais resistente que qualquer outro, tanto à sonegação quanto à(5) elisão fiscal.”

  • a) “disse apreciar”(1) por “disse que apreciava”
  • b) “uma vez que”(2) por “já que”
  • c) “que”(3) por “as quais”
  • d) “que”(4) por “o que”
  • e) “quanto à”(5) por “como à”
Ver Resposta
D

[EXERCÍCIO 03] Os fragmentos abaixo constituem um texto, mas estão desordenados. Numere-os, observando a ordem em que devem ocorrer para constituírem um texto coeso e coerente, e assinale a seqüência correspondente.

( ) Essa incapacidade, que é também uma impossibilidade de exercer a cidadania, fomenta a censura e a obrigatoriedade de normas como forma de conquista da ordem.

( ) A existência de regras acrescidas desse significado individual torna o resultado mais efetivo.

( ) Para Montesquieu, quando o indivíduo entrega ao Estado o poder de governar e decidir os rumos que ele deve seguir, começa a morrer a sua capacidade de auto governar-se.

( ) Por isso, na constituição da ética de controle social deve haver espaço para a contribuição e estabelecimento de uma ética individual.

( ) Contudo, a coerção não é o caminho desejado para uma nação democrática e moderna.

  • a) 4, 3, 1, 5, 2
  • b) 2, 5, 1, 4, 3
  • c) 4, 1, 3, 5, 2
  • d) 3, 2, 1, 5, 4
  • e) 3, 4, 5, 2, 1
Ver Resposta
B

[EXERCÍCIO 04] Indique o item que completa o texto a seguir, com correção gramatical e coerência com a direção argumentativa e o conjunto das idéias nele expressas.

O que as estatísticas mais recentes dos organismos internacionais revelam é o alargamento da brecha entre ricos e pobres. As ___________ condições de competitividade ______________ um desejável salto de qualidade no processo tecnológico de desenvolvimento que permitisse recuperar terreno e acelerar o progresso nacional. Uma das áreas essenciais é a educação. O conhecimento é a medida da diferença entre o progresso e a estagnação. ________________ despreparados para absorver os novos conceitos, para usar as novas técnicas, para criar, na pesquisa, suas próprias respostas instrumentais às novas demandas, condenam-se à contemplação estática de um mundo que cada vez mais _____________________ .

  • a) necessárias – impedem – Quem estiver – dele exigirá
  • b) injustas – impulsionam – Dentre aqueles – deles se apartará
  • c) desiguais – desfavorecem – Os que estiverem – deles se afastará
  • d) des-humanas – impelem – Aqueles que estejam – alijará a eles
  • e) iníquas – retardam – Os brasileiros que tiverem – lhe excluirá dele

Ver Resposta
C

[EXERCÍCIO 05] Assinale a opção em que a redação sugerida para o fragmento está correta, coesa e coerente.

  • a) Diante da velocidade que ocorrem às transformações no setor de software, principalmente quanto aos curtos ciclos de tecnologia observados e à rápida evolução dos produtos, entende-se de que não basta um profissional bem formado. É preciso promover, regularmente, em termos de conhecimentos, sua atualização.
  • b) Quanto a curtos ciclos de tecnologia observados e a rápida evolução dos produtos, diante da velocidade que ocorrem as transformações no setor de software, entende que não basta um profissional bem formado. Promover, regularmente, sua atualização em termos de conhecimentos, é preciso.
  • c) Diante da velocidade com que ocorrem as transformações no setor de software, principalmente no que se refere aos curtos ciclos de tecnologia e à rápida evolução dos produtos, entende-se que não basta um profissional bem formado. É preciso promover, regularmente, sua atualização em termos de conhecimentos.
  • d) No setor de software, diante da velocidade em que ocorrem as transformações, tanto quanto aos curtos ciclos de tecnologia observados e a rápida evolução dos produtos, entendem-se que não basta um profissional bem formado. Regularmente, é preciso promover sua atualização em termos de conhecimento.
  • e) Ocorrem transformações com velocidade no setor de software, no que se refere aos curtos ciclos de tecnologia observados e a rápida evolução dos produtos, entende-se de que não basta um profissional bem formado. É preciso promoverem, regularmente, suas atualizações em termos de conhecimentos.
Ver Resposta
C

[EXERCÍCIO 06] O texto a seguir, da seção “Saúde” do Suplemento de março/2000, do “Caderno Regional Folha Verde”, da Folha de S.Paulo, faz parte de uma série de recomendações para relaxamento dos olhos.

Lubrificantes oculares gelados também são muito eficientes, mas só quando prescritos por um oftalmologista.

Importante: não jogue água boricada dentro dos olhos, pois isto causa irritação. Ela deve ser usada apenas para limpeza externa ou como compressa gelada.

a) Localize, no texto, o trecho em que há um problema de coerência.

b) Rescreva o trecho de modo a torná-lo coerente.

Ver Resposta
O trecho incoerente e que precisa ser consertado é aquele do primeiro trecho em que se dia que os lubrificantes são eficazes quando prescritos pelo médico. O erro está no fato de dizer que o efeito será diferente se você tiver uma receita. Os efeitos não dependem disso. Claro que devemos sempre consultar um médico, mas vocês hão de concordar que um analgésico comum não terá seu efeito potencializado por causa de uma receita simples.

[EXERCÍCIO 07] Apresenta-se a seguir uma anedota de Ziraldo. Analise-a e, em seguida, responda.

A mãe chega na varanda e encontra o maluquinho ensinando palavrões pro papagaio:

– Maluquinho, que é que você está fazendo, menino?

– Ora, mãe, “tou” ensinando pro papagaio as palavras que ele não deve dizer.

Na anedota há uma incoerência, a qual se caracteriza como intencional.

a) Identifique-a.

b) Justifique o porquê de ela assim se caracterizar.

[EXERCÍCIO 08] Aponte as incoerências nos trechos abaixo:

1) Havia um menino muito magro que vendia amendoins numa esquina de uma das avenidas de São Paulo. Ele era tão fraquinho, que mal podia carregar a cesta em que estavam os pacotinhos de amendoim. Um dia, na esquina em que ficava, um motorista, que vinha em alta velocidade, perdeu a direção. O carro capotou e ficou de rodas para o ar. O menino não pensou duas vezes. Correu para o carro e tirou de lá o motorista, que era um homem corpulento. Carregou-o até a calçada, parou um carro e levou o homem para o hospital. Assim salvou-lhe a vida.

Ver Resposta
O narrador caracterizou o menino como macérrimo e, sem nenhuma justificativa ou explicação, contou que ele carregou um homem corpulento. Impossível.

2) No cinema, no teatro, não converse. Não mexa demais a cabeça, não fique aos beijos. Cuidado com o barulho do papel de bala, do saco de pipocas. Não os jogue no chão, quando acabar. Se o seu vizinho estiver fazendo tudo isso e incomodando, seja discreto. Peça que interrompam a sessão e acendam as luzes a fim de inibir o transgressor.

Ver Resposta
O texto recomenda que o espectador deve ser discreto no cinema, mas se o vizinho estiver transgredindo as regras, que ele dê um escanda-lo. Ideias incoerentes.

Complementos para seu estudo

→ Guia do ENEM: Veja aqui um guia completo com informações e dicas sobre o ENEM! Neste guia você tem acesso as datas da realização do exame, como fazer sua inscrição, entre outros assuntos. Confia aqui o guia completo.

→ Pérolas do ENEM: Confira neste artigo as Pérolas ocorridas no ENEM! Ria um pouco e saiba o que você NÃO deve fazer durante a realização do exame.

→ Guia de Ciências da Natureza:  Neste guia você tem confere conteúdo das disciplinas de Biologia, Física e Química! Confira aqui exercícios, conceitos e explicações para a prova de Ciências da Natureza!

Faça um comentário